Invernal

24 08 2010

Vivemos um inverno cinza, frio e tristonho. Os dias eram curtos, os pensamentos turvos e nada parecia sair do lugar. Noites e dias se confundiam como acordar dentro de um sonho…
Aos poucos, a primavera se anuncia. As cores nascem no céu e transbordam nas ruas. Há clareza no passar das horas. O vento fez-se de novo um amigo macio e necessário.
Esfrego bem meus olhos, enxergo ao longe o infinito. Sorrio para a Vida! Que seja plena, que seja bela, por onde quer que ela ande.

Lucas De Nardi

Anúncios