Tentei ser poesia

28 05 2013

tomie ohtake

tentei ser poesia
mas meus olhos vazios
não rimavam em parte alguma

mudei de lado
quis ser verso cantado
e minhas mãos
não agarravam canção nenhuma

bateu-me um cansaço eterno
fui ser imagem congelada no tempo
nada feito
não conseguia ouvir o vento
e enjoei de estar parado

pintei a lingua de doce
gritei filosofias baratas
vomitei verdades cruas
mas andar nas pedras
cansou-me as pernas

ajoelhei no chão de terra
cobri a pele de luz
mas o sol ofuscava-me tanto
tal como um prazer machucando
que a sombra perdeu a cor

a flor me emprestou seu perfume
pra eu ser parcela viva de sua história
mas cai na gota da tempestade
senti o gosto das coisas que desabam

amparei-me no tempo
desapareci na curva
morri
pr’os olhos desatentos

Lucas De Nardi

Anúncios




Mônica de Aquino

21 05 2013

20130521-003854.jpg
O tempo é a pata
que cava a espera

à procura do osso
que enterra.





16 05 2013

σύμπαν2

 
o tamanho que sou
nas coisas que faço
não diminui a grandeza
das coisas que sinto

1Menino.Só