Ao sul de tudo…

26 04 2011

Ao sul de tudo, o céu é uma tela curva
Como olhar um globo pelo lado de dentro.

À noite pode-se apreciar a forma do mundo
Ou pintar no infinito seus sonhos.

Olho para cima
E não penso em nada
E acho bom deixar-me assim
Não há melancolia, deslumbre ou paixão

Em meus olhos, apenas Vida.

1Menino.Só





O destino…

26 04 2011

Fecho a porta
não levo a chave.
O Mundo também é casa.

Embarco a bagagem
não me despeço.
Os amigos carrego no peito.

Mergulho na estrada
não escolho atalhos.
O destino é onde está a alegria.

Lucas De Nardi





Álvaro de Campos

26 04 2011

Abram-me todas as janelas!
Arranquem-me todas as portas!
Puxem a casa toda para cima de mim!
Quero viver em liberdade no ar,
Quero ter gestos fora do meu corpo,
Quero correr como a chuva pelas paredes abaixo,
Quero ser pisado nas estradas largas como as pedras,
Quero ir, como as coisas pesadas, para o fundo dos mares,
Com uma voluptuosidade que já está longe de mim!





O caderno

26 04 2011

O caderno se abre
nele vejo o teu sorriso.
Enquanto as palavras, nas folhas surgem
ouço as frases, poucas, que me disseste.

Um porta se abre
é um caminho para nós dois.
Primeiro, apenas uma fresta
desejo que seja um vão.

Meus sentidos se abrem
encontrando eco no teu olhar.
O amor pede passagem
“será que ela vai deixá-lo entrar?”

Amoroso





Para partir…

19 04 2011

Gosto de ter uma noite inteira para arrumar as malas antes de partir. Pois levamos muito mais do que roupas para uma viagem. Embarcamos com olhos claros para enxergar novos horizontes, mãos puras para tocar outras texturas e a mente bem aberta para enxergar quão diverso é o mundo.

Lucas De Nardi





A gula

19 04 2011

Concluí que a gula não é um pecado capital, mas uma falta de educação. Uma falta de educação em ser consciente o bastante para ouvir seu corpo quando ele não precisa de mais alimento. É também uma falta de respeito consigo mesmo, pois ao comer além do necessário, você está agredindo-se, ao invés de nutrir-se.

Lucas De Nardi





…fecharei os olhos

18 04 2011

Em breve, fecharei os olhos
e o mundo dos sonhos
se abrirá ante mim.

Viverei um pouco mais fundo
um tanto mais fantasiado
o mundo que vejo aqui fora
enquanto as pálpebras cansadas
ainda não se encontraram…

Lucas De Nardi