Notas avulsas

22 07 2016

Troquei de celular. Quando estava prestes a deletar todo conteúdo do antigo aparelho, lembrei que costumava fazer notas de pensamentos avulsos que por vezes me assaltavam no meio do dia.

Mandei tudo para o meu email, e para que não se perca mais, deixo registrado aqui. Sem edição, sem nem mesmo ler direito, do jeito que eles viviam em meu bloco de notas.

1.

A vida não volta ao normal… ela é extraordinária para, em algum momento, talvez por desatenção, parecer normal.

2.

– O que trazemos do mundo dos sonhos capaz de mudar as coisas no mundo da realidade?Ele perguntou a uma estrela que se avizinhava à sua janela e tinha ares de quem estava por deitar.
– Ora, nada além dos próprios sonhos. Pois somente de posse deles vemos o mundo como uma grande massa de modelar!
Respondeu ela, com os olhos já fechados.

3.

Quando se quer muito chegar
não importa o caminho.

Quando se quer muito alguém
não importa a condição.

4.

Te mando este postal porque ao vê-lo lembrei que numa das primeiras vezes que estive na tua casa você estava saindo para colocar uma carta no correio e me disse que a carta escrita é algo mais pessoal, pois a pessoa que recebe tem ali o toque, a presença, talvez o cheiro, de quem a escreveu. Além disso, comprei-o no IMS, um lugar q para mim é um centro de cultura, cultura essa que muito você me incentivou a ter em minha vida.
Ao fim de tudo, na imagem, um homem equilibra um machado. Assim como nós, que vivemos nos equilibrando entre o amor, a amizade, o desejo (que morre aos poucos), a sociedade, a raiva, o ciúmes e tudo mais que já sentimos um pelo outro, sem nunca derrubarmos totalmente a nossa relação.
Beijos, como amor.

5.

chego no restaurante que frequentei muito com ela. a lareira está acesa e apenas ver o fogo me traz uma sensação de acalento. Lembro de nossas noites aqui… e como sinto falta disso.
mas ao mesmo tempo sinto medo de perder minha liberdade ao estar com outra pessoa aqui. ou de machucar mais alguém com expectativas que não sei mais lidar.

6.

Às vezes, no meio do dia,
sem nenhum motivo aparente
sem nenhuma pretensão
me sinto ilhado em meio às pessoas.

Fecho os olhos e sinto uma enorme saudades das coisas que não vivi.

7.

E então, nítido e colorido como o vestido que usavas na primeira noite que nos encontramos, se abriu o pensamento de que teus desejos não passam mais nem perto de nós dois. E que sou um risco incompleto na tua história, um ponto fosco no desenho que pintas ao longo da vida.
E que teu coração é muito mais maleável do que eu poderia imaginar, e bem mais firme do que poderia querer.
E a vida passa, como um rio que corre com os eventos de nossa existência projetados sobre sua superfície. E mesmo que me atirasse sobre essas imagens, de nada adiantaria porque, como água, elas apenas escorreriam sob meu corpo.
E eu poderia correr pelas margens e agarrar-me à ideia do que vivemos, como alguém isolado em uma ilha que ninguém nunca esteve e que nenhum mapa registrou. Mas não farei isso porque acho q não é o que desejo e tenho certeza de que não é o que esperas.
E as coisas vão seguir para que um dia nos encontremos como dois amigos que à certa altura se conheceram um pouco mais, e gostaram um do outro, mesmo que em intensidade e momentos distintos.

E assim deixo a ideia do nós dois.

8.

Nunca julgue à primeira vista.
Nada é apenas o que parece ser.

9.

As coisas só podem durar este momento, porque em outro tempo elas não existem.

10.

Não preciso ser o que as pessoas pensam que eu sou.
Mas quero parecer aquilo que sou.

11.

O que há de tão bonito no pensamento
que á mais bonito do que aquilo que escrevo?

12.

A vida não acontece para além do agora.

13.

Me tira o sono
saber que neste mundo grande
existe você.
E que não estamos sonhando lado a lado.

14.

Toda noite, antes de dormir, eu sonho.

15.

É triste o tempo
que sentado ao meu lado
morre preso no trânsito.

16.

Metade da lua
Pela noite inteira

17.

Minha memória é uma rocha.
Só o tempo pode eliminá-la.
Há restos de vida nas arestas.
Há vincos de lembranças.
E vazios de esquecimentos.

18.

O maior problema da minha pessoa é que ela é muita gente.

19.

Disconnect yourself from the things that are happening far away from the small part of the world that your senses can feel, and enjoy the pure feeling of life.

20.

O tempo está aqui
mas é ele também
que acabou de passar.

Lucas De Nardi





O Deserto Escondido

23 06 2016

Puerto Escondido é o Deserto dos Tártaros do surf.

A cidade de Puerto Escondido abriga a praia de Zicatela, considerada um dos beach breaks mais pesados do mundo. As ondas surfadas lá na remada já chegaram a 40 pés, proporcionando tubos gigantes, daqueles que cabe um caminhão dentro, literalmente.

Deserto dos Tártaros, do italiano Dino Buzzati, é considerado um dos 100 melhores romances da literatura mundial. Retrata a história de um jovem militar que é designado para servir numa solitária fortaleza nas montanhas. Nesse lugar isolado, a tarefa de todos é defender-se dos tártaros, que costumavam chegar pelo deserto que se estende ao longo do vale.

O jovem militar, de cima das muralhas, examina o deserto imaginando e ansiando pelo dia da batalha, o grande dia em que um fato notável justificará sua vida. Seus olhos se cansam de vasculhar o horizonte.” escreve Ugo Giorgetti no prefácio de umas das edições.

Pois quando se chega a Puerto Escondido, a sensação é exatamente a mesma. Você se hospeda na beira da praia, ou bem próximo disso, e todos os dias a tarefa mais importante é vigiar o horizonte na esperança de que a ondulação entre com força suficiente para produzir tubos gigantes que podem mudar sua vida para sempre.

Acontece que em Zicatela, tal como na fortaleza criada por Dino Buzatti, nem sempre os tártaros aparecem. O swell atrasa, o vento terral não sopra, o fundo de areia não está exatamente do deveria, a ondulação entra com uma direção errada, os locais dominam o pico e você não pega nenhuma onda decente.

Os tártaros não vêm. O cotidiano transcorre medíocre, o tempo vai passando, mas o soldado não consegue abandonar o forte e mudar de vida.”

Alguns mudam de praia, dirigem para o sul atrás de ondas mais perfeitas e menores. Outros concluem que Puerto Escondido não é o seu lugar, deixam a praia e nunca mais voltam. Mas para aqueles que, de alguma forma, já se envolveram com as ondas desse lugar, é impossível deixá-lo. Há sempre uma esperança no ar. “Ojalá mañana” ouvia sempre nas minhas últimas viagens para lá.

Toda noite, ao deitar a cabeça no travesseiro, imaginava as linhas oceanicas marchando para praia, o vento terral soprando e tubos enormes sendo surfados. Tal como o jovem militar do romance, que seguia olhando disciplinadamente para o horizonte, sob um céu silencioso.

Ocorre, certas vezes, de os sonhos se concretizarem. Em minha última vez em Zicatela, foi no penúltimo dia de viagem. Todas as variáveis se ajustaram e as aconteciam de maneira tão próxima do sonho que em alguns momentos, sentado no outside, eu sorria sozinho. Quando a realidade vivida é aquela que foi sonhada, não há razão para se pensar. Viver o momento é muito mais urgente.

Os Tártaros não haviam desembarcado no deserto, eles encontraram um Puerto Escondido.

Lucas De Nardi





A onda, o que tanto amo

11 04 2016

Desenhe em sua mente
grandes volumes d’água.
Aceleradamente
deslocando-se p’ra costa.

Massas líquidas
marchando como exércitos
rumo ao suicídio
sem trégua, sem ruído.

Fluem, não há pausas.
O vento molda
suas superfícies transparentes.

Eu, menino, sorrio.

Antes de me atirar, valente,
no precipício do oceano.

A onda
o que tanto amo.

1Menino.Só





Um poema para Júlia

4 03 2016

Quando te deixei
não sabia
o quanto perdia.

Quando fui embora
me enganava
sobre o quanto te amava.

Distraído, não notei
que morria para ti
e jamais renasceria
em teu coração.

Quando acordei
era madrugada.
No horizonte distante
não brilhava mais tua luz.

O dia amanheceu sem sol
nele vi que amor não expresso
é egoísmo do coração.
E não há dor maior para o amante
do que o silêncio dos sentimentos.

Na penumbra das coisas sem ti
tateava aquilo que nunca disse.

O medo é uma forma de morte
e uma porta para a solidão.

No quarto escuro em que entrei
não fechava os olhos para te ver.
As memórias, como paisagens,
passavam sem que eu pudesse abraça-las.

Nelas você sorri este riso largo
que preenche os espaços por onde passas.
Toco teu cabelo de brisa
que iluminava nossas noites.
Teu beijo transcende nós dois
pois era quando eu me tornava um pouco de ti.

Esse teu vagar pela vida
vendo belezas singelas,
como o azul diáfano do entardecer,
estará sempre em mim.
Como uma foto a me lembrar
tudo o que você me ensinou.

Júlia, não precisei perdê-la para amá-la.
Sempre te amei.
Sempre te tive em mim.
E te busquei mais do que sabes.

Precisei perdê-la
para entender nosso amor.

Te perdi
enquanto te achava
dentro de mim.

Lucas De Nardi





The Counselor

14 10 2015

“To partake of the stone’s endless destiny, is that not the meaning of adornment? To enhance the beauty of the beloved is to acknowledge both her frailty and the nobility of that frailty. At our noblest, we announce to the darkness that we will not be diminished by the brevity of our lives.”

tumblr_inline_n39o0kEyIO1qlln78





O término

7 10 2015

O término
é como uma lâmina rasgando a carne.

Nunca se sabe quão profundo vai ferir
até quando vai doer
e quanto tempo até curar.

Amoroso





a teimosa lembrança

29 09 2015

Eu sinto falta da tua pele. Isso, por si só, já merecia um poema,mas já não sei fazê-lo. Junto de ti, perdi também a palavra escrita. Se foi a vontade de escrever, como se foi o prazer de acabar o dia e sentir o perfume de tua pele.


Hoje sinto falta de tua pele. É mais do que saudade. É um desejo de mergulhar na tua carne. Uma vontade de cobrir-me com tua maciez.


Hoje é uma noite boa. Sinto apenas falta. Muitas vezes, sinto tristeza. Um vazio pedaço do dia. E um remorso pelo pouco que vivi sabendo, hoje, do muito que tinhamos.


Jamais conseguirei mudar o que você entendeu de mim. Nossos ouvidos escutavam coisas diferentes das que diziamos. Sempre tentei ser um amigo. Tudo que quis foi ser amante.

Desejava que você me olhasse como quem se apaixona. Ser alguém que se encontra na vida uma única vez. Caminho tão bom que se esquece do destino.

Sai da tua casa naquela manhã. E aos poucos se apaga teu endereço no livro da minha memória. Sei que não desejas meus passos no corredor. Mas mesmo assim, existe tua pele. E é a teimosa lembrança dela que hoje não me deixa sofrer.

Amoroso

c80b95b34ab68dc239b1557c0a5a3df3








Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 29 outros seguidores